SEO: Conteúdo Duplicado SEM Punição!

Resumo: Conteúdo duplicado é um dos itens que mais pesam no SEO. Às vezes, precisamos copiar textos que estão na internet. Veja como fazer corretamente.

Caso você entenda de SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca), provavelmente se preocupa com conteúdo duplicado ou em fazer alguma outra coisa que possa impactar negativamente no posicionamento do seu site.

Você possui um site, ou gere o de um cliente, precisa fazer uma publicação que replica materiais inteiros ou trechos já existentes pela internet e sabe como fazer isso corretamente?

como-citar-e-copiar-texto-sem-ser-punido-seo

Um dos itens mais críticos e punidos pelo Google na hora de realizar o posicionamento dos seus resultados, é a publicação de um conteúdo duplicado. Isso para que sites que vivem de automatizações publicar conteúdos copiados, não venham a concorrer com os verdadeiros produtores de conteúdo da internet.

Contudo, na área acadêmica e em publicações de artigos embasados em otros, muitas vezes precisamos recorrer a diferentes autores e citar as suas publicações. Em alguns casos, como em blogs de médicos, por exemplo, há mesmo a intenção de copiar um artigo na íntegra, com o objetivo de ajudar a divulgar aquele conteúdo pro seu próprio público.

Para fazer isso corretamente, segue orientações práticas de como citar trechos e copiar textos sem ser equivocadamente punido no SEO e manter o bom posicionamento do seu site.

Como fazer uma citação de conteúdo sem danificar seu SEO

  • Sempre escreva a URL do local que possui o texto original. Ao fazer isso, você ajuda ao Google entender que você está dando os devidos créditos — logo, dificilmente está mal intencionado ou sendo antiético.
  • Adicione um conteúdo original. Além de citar o conteúdo existente, tenha uma parte de texto original na página. Escreva uma introdução e conclusão próprias, que ajudarão a seu site ter maior relevância.
  • Parafraseie ao invés de copiar. Você pode reescrever o que o outro autor disse com as suas próprias palavras, e citar que determinado autor ou artigo possui as mesmas conclusões.
  • Copie o mínimo possível. Em linhas gerais, quanto menos você copiar, melhor.
  • Use as tags HTML corretas que indicam a citação. Às vezes visualmente não há mudanças, mas o Google lê e entende esses códigos. Exemplo:
    <blockquote>
    <p>Texto que você está citando</p>
    </blockquote>
    <cite>Trabalho que você está citando</cite>, Nome do autor, data.
    Mais detalhes de como usar tags HTML para a citação de textos: http://html5doctor.com/blockquote-q-cite/
  • Referencie o site de origem com a tag “canonical” no HTML. Ela indica, no cabeçalho da sua página (que fica “invisível” aos visitantes —  a menos que ele inspecione o código do sue site), que ela é réplica de uma outra. Isso em casos de conteúdos rigidamente copiados.
    Exemplo: <link rel=”canonical” href=”http://www.site-do-conteudo-original.com.br” />

Adicionalmente, veja este vídeo publicado pelo próprio Google no canal do YouTube “Google Webmasters” (em inglês): “Se eu citar outra fonte, serei penalizado por conteúdo duplicado?

Fontes e referências:

Você também pode se interessar por minhas anotações da palestra:

Você já passou pela situação de ser punido por engano? Aplica essas técnicas e confirma seu funcionamento? Comente!

Pós Graduanda em MBA em Marketing e Branding e graduada em Design Gráfico, trabalhou principalmente como gerente de operações, gerente de projetos e web developer. Tem experiência no planejamento e processo de aplicativos mobile, design de interface do usuário e especializações como programadora e desenvolvedora de sites usando HTML5, CSS3, jQuery, PHP, MySQL e WordPress.